Publicidade

Suavicid Resenha e Resultados

Suavicid Resenha e Resultados

Iniciei o tratamento com Suavicid no dia 07 de Julho de 2017 e para a minha surpresa, pude notar que a pele apresentou sinais de melhora já no quarto dia de tratamento, foi quando ocorreu a primeira descamação.

Porém, você precisa conhecer a história completa do problema que ocorreu na minha pele para entender o motivo que me levou a trocar de médico e também do meu tratamento com Suavicid.

Lembrando, que o Suavicid é um medicamento e não um cosmético, portanto, somente um dermatologista pode receitar e indicar um tratamento adequado com esse produto.

O conteúdo que você vai ler a partir de agora, é somente uma resenha descritiva do produto e também um relato sobre o uso do mesmo, não é nem uma indicação e nem uma persuasão para que você use esse medicamento sem o devido acompanhamento de um médico especialista.

Tudo começou quando resolvi consultar uma dermatologista para perguntar se poderia usar o Vitanol-A, que é um rejuvenescedor tão falado no mundo dos blogs de beleza e também com um preço bem acessível.

E realmente podemos entender o motivo do Vitanol-A ser tão falado e querido, pois por se tratar de um medicamento e não apenas um cosmético, a concentração de tretinoína vai de 0,02% até 0,1%  e os seus efeitos podem ser notados rapidamente.

Voltando ao assunto da consulta, quando cheguei no consultório falando sobre o Vitanol-A, a dermatologista me perguntou o motivo do meu desejo em usar o produto e eu prontamente respondi que não aguentava mais gastar dinheiro com cosméticos.

E que, além disso, os cosméticos nunca apresentavam o resultado esperado e, como tinha visto vários depoimentos pela internet sobre o Vitanol-A, gostaria muito de experimentar.

Então, ela também me ofereceu algumas opções de peeling químico feito em consultório que poderia ter um resultado mais rápido e melhor,  mas como tenho medo de peeling muito forte preferi usar o Vitanol-A.

Para iniciar o tratamento, a médica receitou o mais fraco que é 0,02% para “experimentar” a pele ou para ver se eu teria alguma reação indesejável. Também explicou que eu deveria usar somente antes de dormir, lavar a pele imediatamente quando acordasse e que também usasse um bom protetor solar mesmo dentro de casa.

Explicou também que eu deveria respeitar os limites de um dedo aproximadamente abaixo dos olhos e também não passar nos cantos da boca e nariz para não causar irritações ou descamação excessiva.

Fiz tudo exatamente como foi explicado, mas mesmo assim a minha pele apresentou uma reação estranha abaixo dos olhos mesmo respeitando o limite de distância recomendado.

Houve uma irritação nesse local, coceira e ressecamento excessivo que, ao ligar para ela informando o ocorrido, suspendeu o uso do medicamento. Porém, essa reação causou um efeito indesejável e quase permanente, que aliviou um pouco ao usar uma fórmula super hidratante receitada por ela.

Porém, quando a fórmula terminou o problema voltou e, infelizmente, fiquei com essa sequela ruim causada pelo Vitanol-A, que foi um enrugado estranho num só lugar.

Se você quiser ver os posts onde relato sobre o problema causado pelo Vitanol-A, visite os links abaixo:

 

Novo Post “Suavicid Antes e Depois”

 Suavicid | Consultando um Dermatologista

Voltando para o assunto principal do post de hoje que é o Suavicid, vou começar a explicar como conheci essa “pomadinha milagrosa”. Depois de todo esse problema com o Vitanol-A fiquei com muito medo de usar novamente a tretinoína, então resolvi marcar uma nova consulta dermatológica para ver quais seriam as possibilidades de correção da pele. Dessa vez, resolvi procurar um dermatologista que cuidasse mais de doenças de pele e não tão voltado para a estética.
 
E para minha surpresa ao contar toda a história de problemas relacionados com o Vitanol-A e após um exame ocular feito por ele na minha pele, ele me perguntou se eu gostaria de experimentar o Suavicid, que também tinha na fórmula a tretinoína só que combinada com outras duas substâncias que fazem parte da fórmula Kligman muito conhecida no mundo dermatológico.
 
Dr. Albert M. Kligman foi um médico dermatologista que participou de uma série de pesquisas científicas polêmicas,  que descobriu que a tretinoína era eficiente no combate à acne e também na redução das rugas faciais. Apesar de seus métodos polêmicos de fazer pesquisas com presidiários, suas descobertas foram de grande ajuda para a dermatologia. Já em 1975 e juntamente com o Dr. Willis, Dr. Kligman descreveu uma nova fórmula com ação despigmentante que hoje conhecemos como Fórmula Kligman.
 
Voltando ao dia da consulta, respondi: Certo, vamos tentar! Então, com a receita em mãos acabei encomendando através da Ultrafarma porque a entrega é rápida e também porque precisava repor o meu estoque de vitaminas da Linha Sidney Oliveira. Além do Suavicid, o médico também receitou o Cicaplast Balm B5 para uso combinado, além de um protetor solar de alto fator, que uso todos os dias até mesmo dentro de casa durante o dia todo.
 

Suavicid | Primeiro Dia

Com todo o arsenal da operação “Recuperação de Pele”, comecei o tratamento no mesmo dia que chegou! Lavei bem o rosto de 30 minutos antes de dormir, higienizei devidamente como recomendado pelo dermatologista e passei o Suavicid em pequena quantidade espalhando até que todo o produto fosse devidamente absorvido. Para a minha agradável surpresa, notei que no dia seguinte minha pele não estava ardida como quando usei o Vitanol-A e ainda estava mais brilhosa.

Suavicid | Segundo Dia

Lavei a pele assim que acordei com água morna por causa do frio que estava fazendo naqueles dias, usei um sabonete líquido da Dove, fui tocando o rosto com uma toalha limpa e seca sem esfregar para não machucar ou agredir a pele. Passei o Cicaplast Balm B5 e por cima passei uma camada espessa de protetor fator 50, pois eu não precisava sair de casa naquele dia.

Na hora do banho, tive todo o cuidado para não usar água muito quente e lavei o rosto novamente com o sabonete líquido da Dove. Após o banho, apliquei somente uma camada fina do Cicaplast e deixei até 30 minutos antes dormir.  Antes de deitar, lavei a pele novamente e apliquei o Suavicid exatamente como indicado na bula do medicamento.

Suavicid | Terceiro Dia

Já na manhã seguinte, pude notar que a pele já apresentava sinais de descamação, mas sem qualquer irritação ou vermelhidão, fiquei muito feliz com isso. Passei o Cicaplast novamente e o protetor durante todo o dia. Porém, na terceira noite não passei o Suavicid, somente uma camada espessa de Cicaplast. No dia seguinte fiz todo o procedimento dos outros dias: lavar, secar, passar Cicaplast e finalmente o protetor.

Suavicid | Quarto Dia

No 4º dia na hora do banho a minha pele estava soltando suavemente sem nenhuma necessidade de forçar nada. Após o banho, notei que onde a pele tinha descamado por completo estava um pouco vermelha, porém muito brilhante parecia até pele de bebê! Fiquei novamente muito feliz, passei uma grossa camada de Cicaplast apenas e fiquei sem usar o Suavicid naquela noite, já que a pele tinha acabado de descamar e aparentava estar muito sensível.

Suavicid | Um Mês de Uso

Pela primeira vez na vida posso dizer que estou maravilhada com um produto! O Suavicid, além de ser barato está salvando a minha pele! Já é visível os primeiros sinais de restauração tanto do dano causado pelo Vitanol-A, que foi uma espécie de dermatite, como também já posso observar que algumas manchas de melasma estão bem mais claras e algumas já até sumiram.

Suavicid | Segundo Mês de Uso

Já no meu segundo mês de uso e consigo perceber sinais de melhora da pele com um bom clareamento das manchas de melasma. Na verdade, agora consigo perceber que a minha pele estava bem mais manchada do que eu conseguia ver, pois parece que com o tempo nos acostumamos com algumas manchas, que acabam passando despercebidas. Ainda não está como eu gostaria, mas vejo que o Suavicid está agindo da forma adequada. O dermatologista pediu que eu voltasse ao consultório no final do 2º mês, então já agendei uma revisão.

Suavicid | Terceiro Mês de Uso (Atualizado em 08/09/2017)

Chegou finalmente o dia da revisão agendada e fui ao consultório para mais uma avaliação. O dermatologista permitiu que eu continuasse o tratamento por apenas mais um mês, totalizando 3 meses de uso. Como a primavera já está chegando, todo cuidado é pouco com relação ao sol, portanto, foi recomendado que eu saísse de casa ou andasse ao ar livre somente com um bom protetor solar.
 
O que já estava fazendo desde o 1º mês de tratamento e pretendo continuar para sempre, pois o protetor solar já se tornou um hábito na minha vida. Após o término do 3º mês, ele recomendou que eu retorne ao consultório mais vez para que ele veja o resultado final. Porém, o que ele me disse foi para não desanimar, pois vamos fazer tudo outra vez no próximo ano, se for preciso. Vou aguardar que os resultados sejam visíveis pela fotografia para voltar aqui e postar os resultados, ok?

A partir de agora, vou trazer algumas questões respondidas que eu pesquisei em diversos sites médicos nacionais e internacionais para esclarecer algumas dúvidas sobre o melasma e também sobre a fórmula Kligman.

Suavicid | Para que serve?

De acordo com a bula, Suavicid é indicado para tratamento de curta duração do melasma moderado a grave da face, ou seja, é um despigmentante. Porém, vou um pouco mais além, afinal, o Suavicid tem como composição quase a mesma famosa fórmula Kligman, criada originalmente para tratamento do melasma.
 
No entanto, como também possui a tretinoína, uma substância derivada da Vitamina A que promove a descamação da pele e, como consequência, também contribui para o rejuvenescimento da mesma. Logo, podemos concluir que o Suavicid além de ser um potente despigmentante, também promove a renovação celular da pele que tanto desejamos.

Suavicid | Melasma

Afinal, o que é o melasma? O melasma é uma hiperpigmentação de algumas regiões da pele, principalmente da face, que ficam fotoexpostas. Geralmente, essa hiperpigmentação forma uma espécie de mancha com tonalidade que pode variar de marron a marron-acinzentada.
 
Estudos científicos também já detectaram que outra causa frequente do melasma são as alterações hormonais, que são bem mais frequentes em mulheres na idade fértil, aparecendo também durante a gravidez e também fatores hereditários. Os homens também podem ter melasma, só que em proporção bem menor que nas mulheres.

Melasma | Como Evitar?

Para evitar o melasma, recomenda-se usar filtro solar com alto fator de proteção sempre que houver a chance de expor a pele aos Raios UV. Se possível, usar também chapéu ou boné juntamente com o filtro solar sempre que for à praia ou piscina.
 
Estudos nessa área também mostram que o uso da Vitamina C em cosméticos também pode reduzir o aparecimento de novas manchas, principalmente pelo seu efeito antioxidante capaz de neutralizar a ação dos radicais livres e também estimula a produção de colágeno, que dependendo da concentração poderá também ter um efeito clareador da pele.

Melasma | Como tratar?

O tratamento do melasma é difícil e se tornou praticamente um desafio para os dermatologistas, pois não depende somente dos medicamentos ou métodos utilizados por eles, o paciente também tem uma grande parcela de responsabilidade no tratamento.

Dentro dessa responsabilidade está o uso diário e constante de filtro solar de alto fator de proteção, entre outros cuidados. Lembrando, que o melasma não é curado e sim tratado, pois somente clarear as áreas pigmentadas não basta, será preciso investir também na manutenção desse tratamento.

Se infelizmente você possui melasma, deverá adquirir um bom protetor solar e tomar alguns cuidados que já foram mencionados acima, como usar chapéu ou boné quando for à praia, piscina ou fazer exercícios em locais externos. Esses cuidados devem ser para a vida toda, se não quiser que essas manchas voltem a assombrar a sua vida.

Eu aprendi a lição! Não fico mais sem o protetor solar! Estou passando até quando fico em casa porque apesar de ter lâmpadas de Led que não emitem raios UV, também há a possibilidade de esquecer de passar na hora que for no quintal da casa ou se precisar sair para comprar algo. Nem na praia pego sol no rosto: passo protetor, uso óculos e ainda o boné. É melhor isso que depois ficar com a pele toda manchada outra vez.

Quanto ao tratamento medicamentoso, a hidroquinona (HQ) continua sendo o método mais utilizado e o mais eficaz, segundo pesquisas realizadas nesse setor, mas é preciso ser receitada por um dermatologista que também irá acompanhar indicando o começo e o fim do tratamento. Portanto é preciso cuidado, pois o uso prolongado de hidroquinona com concentrações maiores que 5% pode ocasionar o surgimento de ocronose exógena e/ou milium colóide. Em suma, é preciso cautela e acompanhamento médico para uso dessa substância.

Suavicid | Hidroquinona Efeito Rebote

Na fórmula do Suavicid está presente a hidroquinona que tem ação despigmentante, mas que pode apresentar alguns efeitos citotóxicos com o uso prolongado ou em altas doses. Por isso, é tão importante frisar que o acompanhamento com um dermatologista é imprescindível.

Não caia nunca na tentação de usar qualquer desses produtos por “indicação de internet” porque isso pode causar danos irreversíveis para a sua pele.

O tal “efeito rebote” que todos falam a respeito da hidroquinona deve-se em grande parte à falta do uso de um protetor solar de alto fator após o término de uso da HQ. Praticamente, uma pessoa que tem a predisposição ao melasma, deve evitar pegar sol no rosto por toda a vida mesmo com o uso de protetores.

Portanto, deverá adotar medidas preventivas em todo o tempo e não somente quando tiver usando a hidroquinona ou qualquer outra substância despigmentante.

A hidroquinona também pode ocasionar ocronose exógena e/ou milium coloide se usada por tempo prolongado e em doses elevadas, isso é mais um motivo para não usar essa substância por conta própria, ou seja, sem que tenha o acompanhamento de um dermatologista.

Tanto a ocronose exógena como o milium coloide são doenças dermatológicas de difícil tratamento, então, é bem melhor evitar qualquer desses problemas!

Suavicid | Composição | Fórmula Kligman

A composição do Suavicid é quase a mesma da fórmula Kligman, que foi descrita originalmente por Dr. Alberto Kligman e pelo Dr. Willis em 1075, sendo constituída por hidroquinona 5%, tretinoína 0,1% e dexametasona 0,1%.

Porém, devido à alguns relatos de instabilidade, a fórmula só recebeu a aprovação da FDA para o tratamento do melasma após a alteração para: hidroquinona 4%, tretinoína 0,05% e acetonido de fluocinolona 0,01%.

As pesquisas mostraram também que essas substâncias usadas separadamente não tiveram a mesma eficácia quanto à ação despigmentante da pele.

Consta na bula do Suavicid a seguinte informação quanto à composição:

Cada grama do produto contém:
  • hidroquinona – 40 mg
  • tretinoína – 0,5 mg
  • fluocinolona acetonida – 0,1 mg
Veja a função de cada substância da fórmula do Suavicid:
  • Hidroquinona – É um agente despigmentante.
  • Tretinoína – Usada juntamente com a hidroquinona para auxiliar a sua penetração. Atua também disseminando os grânulos do pigmento nos queratinócitos, além de participar da transferência dos melanossomos, da aceleração da renovação celular (turnover celular) e do aumento da perda de pigmento. A sua presença na fórmula neutraliza a atrofia da pele, que pode ser causada pelo corticosteroide.
  • Fluocinolona acetonida – É um corticosteroide fluorado sintético, que terapeuticamente foi classificado como um anti-inflamatório.

Suavicid | Fica vermelho? Arde a pele? Causa alergia?

Em alguns casos poderá ocorrer sim algumas reações adversas, que aliás está na própria bula do Suavicid. Veja o trecho da bula abaixo:
“As seguintes reações adversas são relatadas com o uso do SUAVICID ® creme: vermelhidão leve a moderada, descamação, ardência grave ou inchaço da pele, ressecamento ou prurido (coceira), irritação grave ou continuada da pele, bolhas, formação de crostas, irritação dos olhos, nariz e boca, manchas escuras na pele (hiperpigmentação), sensação de picada, aumento da sensibilidade da pele, erupções, acne, vermelhidão da pele, vesículas, linhas vermelhas finas ou vasos sanguíneos visíveis através da pele (telangiectasia).
 
Alguns pacientes alérgicos aos sulfitos podem apresentar reações alérgicas graves ao SUAVICID ® , com reações que incluem problemas respiratórios ou ataques graves de asma. As seguintes reações adversas locais foram relatadas de forma infrequente com outros corticosteroides tópicos, e podem ocorrer com maior freqüência com o uso de curativos oclusivos, especialmente com corticosteroides de maior potência.
 
Em ordem aproximada de ocorrência decrescente: hipopigmentação (diminuição da produção de pigmentos da pele), dermatite perioral (erupções ao redor da boca), dermatite alérgica de contato (alergia), infecção secundária, estrias e miliária (erupção cutânea relacionada com as glândulas de suor).
 
Informe ao seu médico ou farmacêutico o aparecimento de reações indesejáveis pelo uso do medicamento. Informe também à empresa através do seu serviço de atendimento.” 
 
No meu caso, ficou vermelho somente após a descamação, mas como passei o Cicaplast Balm B5, a pele logo voltou ao normal. Porém, no dia que a pele descama e está vermelha eu não uso o Suavicid na mesma noite, passo somente o Cicaplast até que eu veja que a pele já voltou ao aspecto normal, só depois disso volto a passar o Suavicid.

Suavicid | Pode queimar a pele?

Se usado corretamente como indicado na bula e pelo dermatologista, não queimará a menos que tenha alguma reação ou alergia aos componentes da fórmula. Agora, o que não pode de forma alguma é usar o produto durante o dia e nem em hipótese alguma pegar sol.
 
O meu tratamento está dando certo graças aos cuidados que estou tendo de não utilizar o produto fora do horário certo e usando a devida proteção durante o dia todo. Também não deve ser usado nem em frequência maior e nem em quantidade maior, como você pode observar o que diz a própria bula do Suavicid:
 
“Evite a exposição excessiva à luz solar natural ou artificial, pois as manchas podem ficar ainda mais escuras. 
Utilize filtro de proteção solar com fator 30 (no mínimo) e roupas protetoras, incluindo chapéu ao sair de casa. Se você tiver queimadura de sol, interrompa o uso de SUAVICID ® até que a pele volte ao normal.
 
Não use medicamento sem o conhecimento de seu médico. Pode ser perigoso para a sua saúde. Não use o produto em excesso e não aplique com frequência maior que o recomendado pelo médico. Ele poderá irritar a pele, e não dará resultados melhores ou mais rápidos.
 
Não cubra a área após a aplicação de SUAVICID ® creme. Evite produtos que possam ressecar ou irritar a pele tais como: sabonetes e cosméticos contendo álcool, fragrâncias ou certos shampoos e produtos para permanente dos cabelos.”

Suavicid | É bom para acne ou espinhas? Clareia manchas de acne? Clareia sardas?

A indicação principal do Suavicid não seria nem para acne e nem para clarear manchas de acne, mas como essa fórmula foi pesquisada e testada pelo Dr. Kligman, que foi quem descobriu o uso da tretinoína no tratamento da acne,  poderá até ocorrer um certo clareamento das manchas mais superficiais por causa também da descamação e renovação da pele. Porém, a indicação principal do Suavicid é melasma.
 
Algumas manchas de acne mais superficiais que eu tinha já até sumiram, outras mais profundas estão um pouco mais claras. Outra coisa que aconteceu comigo foi, como tenho SOP, de vez em quando as espinhas começam a brotar sem parar e quando comecei a usar o Suavicid, a minha pele estava exatamente nessa fase e já na primeira semana de uso, elas secaram completamente e nem ficaram marcadas como antes ficavam. Amei isso!
 
Quanto às sardas, elas não sumiram algumas até clarearam um pouco mais, mas as sardas mais profundas nem clarearam. A indicação do Suavicid não é essa, de acordo com a informação que consta na bula é somente para tratamento do melasma, para tratar as sardas, o seu dermatologista poderá apresentar alguns tratamentos alternativos que já existem no mercado.

Suavicid | Como usar?

Com certeza o seu dermatologista vai explicar como você deve usar e também poderá indicar ou não outros produtos para a sua rotina com o Suavicid, mas abaixo você pode conferir um trecho da bula que explica exatamente como o produto deve ser usado:
Lave o rosto com um higienizador suave (não use esponja). Enxágue e enxugue a pele.
 
Aplique SUAVICID® à noite, no mínimo 30 minutos antes de deitar.
 
Coloque uma pequena quantidade (aproximadamente o tamanho de uma ervilha) de SUAVICID® na
ponta dos dedos. Aplique uma camada fina para cobrir as manchas e mais 0,5 centímetro de pele normal ao redor da mancha. Após algum tempo de tratamento, você poderá notar que vai precisar aplicar uma quantidade um pouco menor de medicação.
 
Espalhe o creme suavemente e de maneira uniforme. O creme deve “desaparecer” na pele quase
imediatamente. Se isso não acontecer, significa que você aplicou produto em excesso.
 
Não aplique nos cantos do nariz, boca, olhos ou na pele machucada. Espalhe o produto sempre evitando
estas áreas.
 
Se a pele tornar-se muito irritada, pare de usar o produto e consulte o médico.
 
Para ajudar a evitar o ressecamento, pode ser utilizado hidratante pela manhã, após lavar o rosto.
 
Cosméticos podem ser usados durante o dia, desde que não sejam comedogênicos ou irritantes.
 
Após o término do tratamento com SUAVICID®, continue a proteger a sua pele do sol. Se o melasma
reaparecer, o tratamento poderá ser reiniciado, até que ocorra novamente o clareamento das manchas. 
 
produto se mostrou seguro para uso intermitente (não-contínuo) durante até 6 meses.
 
Em caso de ingestão acidental, recomenda-se consultar o médico.
 
Siga a orientação de seu médico, respeitando sempre os horários, as doses e a duração do tratamento. 
 
Não interrompa o tratamento sem o conhecimento do seu médico.” 

Minha rotina com o Suavicid

Eu simplifiquei o máximo para evitar erros durante o tratamento, então, estou usando no momento apenas o que o médico indicou. Uso o Suavicid apenas 30 minutos antes de dormir como orienta também a bula do produto.
 
No dia que a pele descama, eu não uso o Suavicid naquela mesma noite, aguardo por uns dois ou três dias para a pele se recuperar da descamação passando o Cicaplast antes do protetor solar durante o dia e durante a noite somente o Cicaplast.
 
Após perceber que a pele já voltou à coloração normal, volto a passar o Suavicid todas as noites novamente até que ocorra nova descamação e retorno todo o ciclo novamente. Uso também um sabonete específico para pele sensível, que no meu caso é o Dove, tudo sem muito mistério!

Suavicid | Precisa de receita? Qual o preço? Quanto custa?

Todos nós sabemos que hoje em dia é possível comprar qualquer tipo de medicamento sem receita, tudo vai depender da farmácia. Porém, como é um medicamento com hidroquinona, é importante ir ao dermatologista para fazer a devida avaliação da pele. Como já mencionei nos tópicos acima, a hidroquinona pode causar problemas sérios para a sua pele e somente um dermatologista poderá indicar o uso.
 
O Suavicid é um medicamento relativamente barato em comparação com alguns cosméticos disponíveis no mercado. Eu comprei um tubinho de 15 gramas porque fiquei com medo de causar alergia ou alguma reação e custou em torno de R$33,23 (Ultrafarma), achei barato porque alguns cosméticos custam 3, 4, 5 vezes ou mais que isso, sem muitas vezes apresentarem os resultados desejados.

Suavicid | Quanto tempo usar?

No meu caso, foi receitado usar por até 2 meses e retornar para uma nova consulta de avaliação. Após isso, o médico poderá indicar mais tempo ou intervalar o tratamento até que o melasma possa clarear. Veja o que diz um trecho da bula do Suavicid:
“O produto se mostrou seguro para uso intermitente (não-contínuo) durante até 6 meses.”

Suavicid | Descama a pele? Rejuvenesce?

A indicação principal do Suavicid é tratar melasma, mas como em sua fórmula também tem tretinoína que contribui para a renovação celular acaba descamando a pele e, como consequência, suavizando rugas finas e linhas de expressão.

Novo Post “Suavicid Antes e Depois”

Então, não esqueça de favoritar essa página no seu navegador!Lembrando mais uma vez, que em hipótese alguma esse post é um incentivo ao uso do Suavicid sem que seja feita uma consulta prévia ao dermatologista, ok?

E você… já usou ou usa o Suavicid? Teve alguma reação? Melhorou a sua pele? Conta a sua experiência nos comentários! Vou amar conhecer os seus resultados e o seu relato de uso também! Um suuuuuper abraço e até o próximo post! 💋💋💋

54 Comments

    • Claudia Knupp Rosa
    • Claudia Knupp Rosa
    • Claudia Knupp Rosa
    • Claudia Knupp Rosa
        • Claudia Knupp Rosa
    • Claudia Knupp Rosa
    • Claudia Knupp Rosa
    • Claudia Knupp Rosa
    • Claudia Knupp Rosa
    • Claudia Knupp Rosa
    • Claudia Knupp Rosa
    • Claudia Knupp Rosa
    • Claudia Knupp Rosa
    • Claudia Knupp Rosa
    • Claudia Knupp Rosa
    • Claudia Knupp Rosa
    • Claudia Knupp Rosa
    • Claudia Knupp Rosa
    • Claudia Knupp Rosa
        • Claudia Knupp Rosa
    • Claudia Knupp Rosa
    • Claudia Knupp Rosa
    • Claudia Knupp Rosa
        • Claudia Knupp Rosa
    • Claudia Knupp Rosa

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!