logo

Gosta de Escrever? Que tal ser um redator freelancer em 2017?

quinta-feira, abril 28, 2016


Com a rápida evolução das mídias sociais, blogs, sites e lojas virtuais, podemos perceber também que houve um crescimento na busca por profissionais inusitados como gestor de mídia social, analista de mídia social, administrador de mídia social, produtor de conteúdo web, redator web freelancer e tantos outros. E isso é excelente para economia do país, que nos últimos tempos anda de forma lenta ou quase parando, além de oferecer maiores opções para as pessoas que almejam entrar nesse campo de trabalho, que aliás é um campo considerado bastante promissor.

O produtor de conteúdo web ou redator web tem sido muito requisitado ultimamente graças ao aumento de blogs ou sites institucionais, lojas virtuais, páginas de empresas ou de profissionais liberais nas redes sociais, que precisam ser devidamente abastecidas com muito conteúdo todos os dias e é exatamente aí que entra o produtor de conteúdo ou redator web, que pode trabalhar tanto como freelancer como com contrato de trabalho em regime CLT.


Agora, se você se interessou em saber mais sobre como ser um redator web freelancer continue lendo esse artigo porque preparei algumas dicas com base em minha própria experiência, que podem ser úteis para o início da sua caminhada empreendedora como um redator freelancer.

1 - Esteja sempre pronto para o trabalho!

Em primeiro lugar, é preciso saber que um redator freelancer trabalha bastante, apesar de algumas vezes não ser compreendido por amigos ou familiares que não entendem como pode alguém trabalhar pelo computador e em casa. Isso realmente é complicado porque quando trabalhamos em casa algumas pessoas pensam que estamos à toa na internet e não trabalhando, essa com certeza será a primeira barreira a ser rompida para que o seu trabalho em casa possa fluir de forma produtiva sem interrupções de visitas inesperadas.

2 - Organize o seu local de trabalho e o seu tempo

Em segundo lugar, é necessário ter organização pessoal para não misturar as tarefas de casa com o horário de trabalho como redator freelancer, afinal você vai precisar estipular um horário de trabalho como se estivesse trabalhando numa empresa fora de casa, se não fizer essa separação corretamente, você correrá o risco de não entregar o serviço aos seus clientes no tempo combinado. Ter um local separado na casa como um home office, bem organizado, limpo e tranquilo também vai colaborar consideravelmente para que o seu trabalho como redator freelancer flua naturalmente.

3 - Escolha o seu tema preferido

Uma outra questão que já deve ser pensada antes mesmo de começar a oferecer o serviço como redator freelancer é em qual tema você se adaptaria melhor para escrever. Por exemplo, você pode ser um redator para blogs corporativos, um redator de moda, um redator jurídico, um redator de tecnologia, redator de games, pode também ser especializado em descrições de produtos para lojas virtuais ou até um redator publicitário, que tem sido muito requisitado ultimamente principalmente para o mercado de marketing digital.

É importante lembrar, que você escreverá muito melhor sobre um assunto que conheça bem, mas alguns clientes podem pedir para que você escreva sobre algum outro assunto que terá que pesquisar e estudar para somente depois escrever um artigo consistente. Isso é normal, já que se o cliente confiar em você e gostar muito do seu trabalho, vai preferir que você faça o trabalho mesmo não sendo o seu assunto preferido ou baseado em seu conhecimento técnico.

4 - Ajuste os seus gastos para o seu novo estilo de trabalho

Outra questão que não pode ser desprezada é a financeira, já que, como um redator freelancer, você não terá vínculo empregatício ou salário fixo, então vai precisar organizar as suas finanças como um empreendedor ou autônomo faz, sempre controlando todos os gastos para que não exceda o limite dos seus ganhos, ou seja, não gastar por conta antes de receber. Isso você vai compreender melhor à medida em que for se adaptando à nova profissão.

5 - Mantenha a boa qualidade em seus textos mesmo com prazos apertados

Outro ponto importante para alavancar a sua carreira como redator web freelancer é manter sempre a alta qualidade em seus artigos, mesmo com prazos curtos para a entrega do trabalho e esteja ciente que isso acontece com bastante frequência já que o mundo web em que estamos vivendo é globalizado e acelerado. Mas nada que não possa ser contornado com um tempo, com a prática você acaba se adaptando à correria e não deixará a desejar quanto à qualidade dos artigos, porém será preciso aprender a trabalhar sob pressão.

6 - Como começar? Quanto cobrar?

Se você é um redator freelancer iniciante deve estar pensando: Mas por onde eu começo? Como consigo clientes? Quanto posso cobrar pelos artigos? Já que um redator freelancer iniciante ainda não tem experiência ou trabalhos que sirvam como um portfólio, seria mais fácil começar a trabalhar para alguns sites que funcionam como uma espécie de ponte entre o comprador de textos e o redator freelancer porque assim fica mais fácil de adquirir experiência até mesmo para decidir em qual tema especializado vai querer trabalhar.

Quanto aos valores dos artigos, no início você não terá muitas opções para escolher, porque a maioria dos sites já disponibiliza os textos com os seus valores de pagamento disponíveis, cabe a você escolher quais valores se encaixariam melhor em suas expectativas, porém no início, é melhor pegar textos de todos os valores mesmo em níveis mais baixos que o seu para ganhar experiência e conquistar mais clientes.

Toda carreira no início é mais difícil, mas depois com um tempo o profissional tende a ganhar mais valor no mercado se o seus serviços forem de qualidade e se sua comunicação com os clientes for boa.  Construir um blog com alguns artigos também pode servir como um excelente portfólio online para redatores iniciantes.

Veja abaixo uma lista com 4 sites para começar a trabalhar como redator freelancer:


1 – Textbroker


É um site excelente para trabalhar, pelo menos eu nunca tive problemas com eles, somente com alguns poucos clientes que não sabem explicar direito o tipo de conteúdo que desejam e acabam pedindo revisão até mesmo mais de uma vez. Lembrando que, quando isso acontece, o escritor tem até 24 horas para fazer as correções ou cancelar o trabalho, se achar que o cliente esteja passando dos limites ou até mesmo colocá-lo na lista negra.

Textbroker é confiável e funciona muito bem tanto para escritores como para clientes, o mínimo para receber é $10 e o pagamento é através do Paypal. Ao fazer o cadastro como escritor, você passará por um teste que vai qualificar o seu trabalho entre 2 até 5 estrelas, dependendo do nível do seu conteúdo.
O único inconveniente é que você só será avisado quando tem textos disponíveis para o seu nível de escrita se o cliente enviar uma ordem direta para você, fora isso terá que entrar no site todos os dias e várias vezes ao dia para ver se tem textos disponíveis para escrever e ainda torcer para se encaixar no seu nível. Um detalhe importante e que deve ser respeitado para que não seja banido é nunca enviar dados de contato (e-mails ou redes sociais) diretamente para os clientes, isso eles não permitem.

2 – Greatcontent:

Site Oficial: https://www.greatcontent.com.br/

É quase o mesmo processo de Textbroker, tanto de teste como de disponibilidade de textos, também será preciso entrar todos os dias para ver os trabalhos disponíveis a menos que tenha um pedido direto de texto enviado para você. Greatcontent também é confiável e funciona muito bem, porém o valor mínimo para receber pagamentos é de 10 Euros com o pagamento através do Paypal.
O contato com os clientes também é feito somente através da plataforma, o escritor jamais pode enviar aos clientes os seus contatos pessoais. Isso é vantajoso porque através do site o cliente jamais dará calote, o escritor tem a certeza de que vai receber pelo trabalho desde de que o mesmo seja aceito pelo cliente.

3 – Rock Contenta

Site Oficial: https://rockcontent.com/

Nessa plataforma eu nunca trabalhei, mas há uma opção no site deles para fazer cadastro como redator, basta entrar no link acima. O bom desse site é que eles oferecem um curso gratuito de Marketing de Conteúdo e isso é excelente para quem está começando ou ainda não está tão familiarizado com a forma de escrever conteúdo para web. O mínimo de pagamento é R$200,00, mas segundo os leitores que já deixaram comentários aqui no blog sobre a Rock Content, esse valor não é difícil de conseguir juntar, pois há bastante trabalho disponível por lá. Então, vale a pena tentar! Porém, tenha muita atenção no momento de fazer o teste com eles, pois alguns leitores relataram que os avaliadores são bem exigentes.  

4 – Fiverr:

Site Oficial: https://www.fiverr.com/


Esse é o meu preferido atualmente tanto para vender os meus serviços como para comprar serviços, porque por lá há profissionais freelancers de diversas áreas. Fiverr é confiável tanto para quem compra como para quem vende, já recebi vários pagamentos deles através do Paypal, porém os valores só ficam disponíveis para retirada após 14 dias da entrega do trabalho. Por isso, eu prefiro juntar um montante para fazer a retirada, já que as taxas do Paypal são cobradas. A vantagem de lá é que temos mais liberdade de conversar com o cliente, porém todos os pagamentos devem ser através da plataforma do contrário o escritor não terá garantia de receber pelo trabalho.

No Fiverr não há teste para iniciar trabalhos como redator, mas você será avaliado diretamente pelo cliente, que dará de 1 até 5 estrelas pela qualidade do serviço, dessa forma é melhor caprichar na qualidade e ter excelente comunicação com o cliente com respostas rápidas via mensagem para ser bem avaliado. A vantagem é que se o cliente gostar do seu trabalho, vai voltar a comprar sempre. Outra coisa, quando você se cadastrar no site, será preciso disponibilizar o seu primeiro Gig, que é um tipo de anúncio do seu serviço.

Dependendo do serviço oferecido, você poderá cobrar de $5 até $999 em "Fiverr Packages" por 1 único Gig, mas para redatores iniciantes a dica para conseguir clientes é fazer 1 Gig de $5 com um texto de 400 ou 300 palavras e incluir a opção de compra de Gig extra, isso geralmente acontece com frequência, um mesmo cliente pode comprar 2 ou 3 gigs. Um detalhe importante: alguns clientes são estrangeiros que possuem sites aqui no Brasil, então se isso acontecer e você não souber inglês fluente, basta traduzir as mensagens no tradutor online, no próprio Fiverr tem essa opção de traduzir as mensagens.

E então, gostou? Tem alguma experiência sobre o trabalho de redator freelancer? Vale a pena ser redator freelancer? Conta tudinho aí nos comentários! Vou amar te conhecer e saber mais sobre a sua história! Um suuuper abraço e até o próximo post! 💋💋💋



Você Pode Gostar Também

4 comentários

  1. Olá, Ben! Obrigada pela informação sobre a Rock Content, eu realmente nunca trabalhei com eles. Eu sempre trabalhei muito no site Textbroker, lá você faz um teste inicial que eles determinam e de acordo com a avaliação que você receber, é possível pegar os textos disponíveis diretamente na plataforma. O inconveniente de lá, é que é preciso entrar na plataforma todos os dias e, quando eu peguei muitos textos para fazer, eu entrava 3 vezes ao dia até encontrar um texto de acordo com a minha classificação. Mas também já peguei textos com classificação mais baixa só para não ficar parada. Hoje em dia, prefiro o Fiverr, você já tentou trabalhar lá? O bom de lá, é que você não precisa fazer testes, os seus clientes que vão avaliar o seu trabalho. Uma dica para conseguir o seu primeiro trabalho por lá, é colocar alguns textos que você tenha feito no Gig do seu serviço. Outra dica: coloque um print do seu blog ou site no Gig como foto principal e fotos extras, assim fica mais fácil conseguir mais clientes. Quanto ao Paypal, se você quiser trabalhar em sites internacionais, você realmente vai precisar de uma conta. No Fiverr tem outras opções de pagamento, mas acho o Paypal mais fácil pra mim. Faça um cadastro no Fiverr, sem compromisso, para ver as opções de pagamento e outros detalhes. Tente também o site Textbroker, é sempre bom ter outras opções.

    Depois nos mande mais notícias sobre os sites que experimentar, ok? Os seus comentários serão sempre bem-vindos aqui!

    Obrigada por comentar e compartilhar suas experiências!

    ResponderExcluir
  2. Olá, Ben! Já respondi no outro comentário que postou! Obrigada por comentar e compartilhar aqui as suas experiências!

    ResponderExcluir
  3. Precisa ser jornalista ?

    ResponderExcluir
  4. Isto realmente foi interessantíssimo!!!! Obrigado pelas dicas!

    ResponderExcluir